Como tudo começou

Tudo começou com a falta de espaço para os negros perante a sociedade, muitas vezes cruel e racista. Racista não só para com a raça negra também outras raças. E ganhou força com a minha vontade de me impor como negra, como mulher, como pessoa, como escritora. Essa ponte me uniu ao povo tão csrente de reconhecimento e espaço, não só no Brasil, mas no mundo todo. Através da página Nação Negra no facebook construi um caminho lindo entre o Brasil e a África e pretendo aqui, ao lado de muitos companheiros edificar mais ainda essa perante.

Um dos objetivos é recontar a nossa história, pois muitas coisas deixam de ser contadas nos livros escolares. O negro não é só o povo escravo e sofredor. Com textos interessantes trouxe para a página visibilidade para nós negros e a incomodação do censo comum. Para muitos o crescimento pessoal do negro perante a sociedade é uma ofensa. Muitos acreditam que com a conquista da liberdade nós negros não precisamos conquistar mais nada. 

Mas eu e muitos aqui estamos dispostos a mostrar o contrário. Uma de nossas conquistas a publicação do meu texto ''A Mulher Negra'' na Revista Cerrado Cultural. E essa conquista está longe de acabar. Juntos nós odemos mais. Juntos somos mais.

Clarisse da Costa

Biguaçu_SC